:uciano Corra campeo mundial de jud no Rio de Janeiro

uciano Corra campeo mundial de jud no Rio de Janeiro - Tv Na Rua


uciano Corra  campeo mundial de jud no Rio de Janeiro

Aps o bronze no Pan-Americano, em julho, Luciano Corra disse que no iria mais errar em momentos decisivos. Nesta quinta-feira, comprovou a evoluo. Depois de bater o atual campeo olmpico, em sua estria, e o europeu, na semifinal, ele venceu o britnico Peter Cousins na final e ficou com o ttulo dos meio pesados (at 100 kg).

Aos 24 anos, ele se torna o segundo brasileiro campeo mundial de jud. O primeiro tinha sido Joo Derly, no Mundial do Cairo, em 2005.

O europeu, para anular a ofensividade do brasileiro, lutou sempre muito prximo de Luciano, que tinha dificuldades para conseguir seus golpes. O brasileiro ainda foi punido a 1min40s do final, por falso ataque. Em vantagem, Cousins segurou ainda mais o combate. Tanto que a 30 segundos do final, foi punido. Com o combate empatado, Luciano aplicou o ippon.

"Ser campeo mundial no Rio de Janeiro maravilhoso. Hoje deu tudo certo, agradeo Deus, minha famlia, e a todos que me ajudaram a chegar at aqui. Venho batalhando por isso h muito tempo e estou muito feliz", comemorou Corra.

O resultado iguala o nmero de medalhas do Brasil no Mundial do Cairo, em 2005, e faz de Luciano o primeiro brasileiro a subir ao pdio em dois mundiais seguidos. No Egito, ele terminou em terceiro, aps perder a semifinal para o japons Keiji Susuki.

Foram cinco lutas para a conquista, algumas mais difceis, outras mais duras, e muito tempo de espera. Entre as quartas-de-final e a semifinal, foram mais de cinco horas de intervalo, feito para acomodar a grade de horrios da TV japonesa, que transmite a competio ao vivo. Luciano disputou as quartas contra o georgiano Levar Zhorzholiani s 16h30 e s lutou novamente perto de 22 horas, j na semifinal.

Na estria, bateu o atual campeo olmpico Igor Makarov, de Belarus. Aps um combate tenso, que parecia fadado a ser definido pelas punies, Luciano, em vantagem, conseguiu um ippon.

Logo depois foi a vez do chins Ning Shao. O brasileiro conseguiu pontuar no comeo e s administrou a vantagem. Nas quartas-de-final, contra o georgiano Levar Zhorzholiani, venceu por ippon, a menos de trs minutos do final.

Na semi, contra o hngaro Dniel Hadfi, atual campeo europeu, teve sua luta mais difcil. Luciano vencia o combate at 18 segundos do final, quando foi punido por falta de combatitividade. O combate foi para o golden score, a morte subida. Mais ofensivo, o brasileiro conseguiu o ippon com 30 segundos.

Bronze no Mundial do Cairo, em 2005, Luciano chegou final pela primeira vez em duas edies da competio. No Egito, ele perdeu a vaga na final para o japons Keiji Susuki, que no Rio de Janeiro foi eliminado na segunda rodada.

"Eu estou muito satisfeito. Vinha batendo sempre na trave, um bronze no ltimo Mundial e bronze no Pan, mas agora consegui. A torcida foi determinante para a minha vitria. Agora s comemorar", declarou o campeo.

Visualizações 564
Fonte: Uol
Por: Antonio Delvair Zaneti
Data: 14/09/2007 10h16min

JG FreiosSampei Cozinha ChinesaNoemi LanchesProdutos AlcobaçaBrasilnet Hospital do Câncer de Londrina
CONTATO

contato@nossoclick.com
antonio.zaneti@gmail.com
(43)99920-1893
TV Na Rua / CornelioDigtal / BandDigital- 2007 - 2014