Motorista que arrastou e matou ciclista continua foragido 3 dias após atropelamento

Motorista que arrastou e matou ciclista continua foragido 3 dias após atropelamento - TvNaRua / NossoClick.com - O Portal da Família Motorista que arrastou e matou ciclista continua foragido 3 dias após atropelamento - TVNaRua/ NossoClick.com - O Portal da Família
Motorista que arrastou e matou ciclista continua foragido 3 dias após atropelamento

Homem de 61 anos atingiu ciclista em Osasco e o arrastou por dois quilômetros. Ele foi denunciado à polícia pela filha.

Ciclistas fazem protesto na Avenida Paulista contra violência no trânsito

O motorista que atropelou um ciclista em Osasco e o arrastou por cerca de dois quilômetros no capô do carro continua foragido neste sábado (2), três dias após o acidente. O atrolamento ocorreu na noite da última quarta-feira (30). O motorista, Mario Prestes Neto, de 61 anos, foi denunciado à polícia pela filha, dona do carro.

O delegado que investiga o caso acredita que o motorista deva se apresentar espontaneamente a qualquer momento, segundo informou o SP1. Na noite desta sexta-feira (2), policiais estiveram na casa da namorada do motorista, mas não ele não foi localizado.

O carro foi apreendido na tarde de quinta-feira (31) em Itapevi, cidade vizinha à Osasco, na Grande São Paulo. O motorista será indiciado por homicídio doloso, quando há intenção de matar.

No dia do atropelamento, o motorista chegou à casa da filha dizendo que sofreu uma tentativa de assalto e que atropelou o ladrão. A filha tinha acompanhado as notícias da morte do ciclista, e o pai dela acabou confessando que foi ele quem atropelou o pintor. Segundo a família, Mario aparentava sinais de embriaguez. Depois que ele saiu de casa, a filha chamou a polícia.

Polícia apreendeu carro e procura o motorista (no detalhe), que está foragido (Foto: TV Globo/Reprodução)

Polícia apreendeu carro e procura o motorista (no detalhe), que está foragido (Foto: TV Globo/Reprodução)

 

A vítima

 

O ciclista morto, Gilmar Barbosa da Mata, foi enterrado em Osasco, onde morava. Ele foi fotografado no percurso pouco antes de morrer. A imagem foi feita pelo amigo Lusimar Rodrigues na Marginal Pinheiros com o celular. Era a primeira vez que Gilmar fazia de bicicleta o trajeto entre a sua casa e o trabalho.

Gilmar Barbosa registrou percurso pouco antes de morrer atropelado (Foto: Reprodução/TV Globo)

Gilmar Barbosa registrou percurso pouco antes de morrer atropelado (Foto: Reprodução/TV Globo)

O ciclista foi atropelado na Avenida das Nações Unidas, em Osasco. Ele se segurou no capô do carro por cerca de dois quilômetros, soltando-se apenas na região do Cebolão, viaduto que dá acesso à Marginal Tietê. Gilmar completaria 46 anos nesta sexta-feira (1º).

Visualizações 99
Fonte: G1
Por: Redao
Data: 02/09/2017 21h47min

TV Na Rua / CornelioDigtal / BandDigital- 2007 - 2016