:José Janene é enterrado em cerimônia reservada a familiares

José Janene é enterrado em cerimônia reservada a familiares - Tv na Rua - O Portal de Londrina e Região
José Janene é enterrado em cerimônia reservada a familiares

José Janene é enterrado em cerimônia reservada a familiares

Poucas pessoas prestaram as últimas homenagens ao ex-parlamentar, que morreu em decorrência de problemas cardíacos

Em uma cerimônia reservada, com poucos amigos e familiares, o ex-deputado federal José Janene foi enterrado, por volta das 10h30 desta quarta-feira (15), no Cemitério Islâmico de Londrina. As últimas homenagens foram prestadas pelos integrantes da Mesquita Rei Faiçal, que conduziram várias orações fúnebres.

Janene, de 55 anos, morreu na madrugada de terça-feira (14), em São Paulo. O ex-parlamentar estava internado no Instituto do Coração (Incor), na capital paulista, desde o início de agosto, onde aguardava um transplante de coração. Ele enfrentava sérios problemas cardíacos havia alguns anos.

Acabou se aposentando da Câmara por invalidez, justamente em função do problema. Em fevereiro deste ano, ele sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) e ficou internado por alguns dias na UTI do Hospital Evangélico de Londrina.

O problema se agravou em agosto, quando Janene sofreu uma parada cardíaca durante uma pequena cirurgia para ajustar um aparelho que ajudava a controlar seus batimentos cardíacos.

Diversas autoridades participaram do velório. O prefeito Barbosa Neto (PDT) decretou luto oficial de três dias.

José Mohamed Janene nasceu em Santo Inácio (SP) em 12 de setembro de 1955, mas fez carreira como empresário, pecuarista e político em Londrina. Separado, deixa cinco filhos de dois casamentos, além de três netos.

Biografia

Do presidente da República, a prefeitos e políticos de pequenas cidades do interior do Paraná, passando pelos quatro últimos ex-prefeitos de Londrina, o ex-deputado federal José Janene era uma unanimidade entre amigos. Três vezes deputado, foi eleito em 1994, 1998 e 2002.

Com Luiz Eduardo Cheida (hoje no PMDB; em 1992, no PT), Janene emplacou o irmão, Assad Jannani, vice-prefeito de Londrina, pelo PDT. Na sequência, aproximou-se do hoje prefeito de Londrina, Barbosa Neto. Aliado do ex-prefeito Antonio Belinati (PP), lançou-o à Prefeitura de Londrina, sendo fundamental para a vitória do “tetraprefeito” em todas as vezes.

Ainda em 1997, com Belinati prefeito, Janene exerceu forte influência no esquema conhecido como Ama-Comurb, como indicam investigações realizadas pelo Ministério Público.

Sua influência também se tornou importante em Brasília. Apontado como operador do mensalão no governo federal e acusado de ter recebido R$ 4,1 milhões ilegais, José Janene acabou absolvido. Nessa época, os graves problemas de saúde causados pela cardiopatia ajudaram a driblar a cassação na Câmara. Último dos deputados a ser julgado, é absolvido politicamente e se afasta do poder para tratar-se, aposentando-se por invalidez.

Durante a investigação dos processos do caso Ama-Comurb em Londrina, Janene foi denunciado pela Promotoria do Patrimônio Público em 11 ações civis públicas por desvios de recursos da Prefeitura. Até agora, nenhuma delas avançou.


Aqui

Visualizações 2217
Fonte: Jornal de Londrina
Por: Antonio Delvair Zaneti
Data: 15/09/2010 16h06min


« anterior [1]  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  16  17  18  19  20  21  22  23  24  25  26  27  28  29  30  31  32  33  34  35  36  37  38  39  40  41  42  43  44  45  46  47  48  49  50  51  52  53  54  55  56  57  58  59  60  61  62  63  64  65  66  67  68  69  70  71  72  73  74  75  76  77  78  79  80  81  82  83  84  85  86  87  88  89  90  91  92  93  94  95  96  97  98  99  100 próximo »


Hospital do Câncer de Londrina


CONTATO
contato@nossoclick.com
antonio.zaneti@gmail.com
(43)99920-1893



TV Na Rua / CornelioDigtal / BandDigital- 2007 - 2014