:Cachorra se despede de cão com quem treinava e causa comoção nas redes

Cachorra se despede de cão com quem treinava e causa comoção nas redes - Tv Na Rua
Skiper morreu aos dois anos de idade na última quarta-feira (26) e foi cremado em Colombo

Cachorra se despede de cão com quem treinava e causa comoção nas redes

A história dos cães Skiper e Raika, treinados pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope), causou uma baita comoção nas redes sociais no fim de semana. A imagem que viralizou mostra a cachorra dando adeus ao companheiro de treinamento, que foi acometido por uma doença e morreu na última quarta-feira (26) aos dois anos de idade.

Segundo o tenente Marcelo Henrique Hoiser, subcomandante da Companhia de Operações com Cães do Bope, Skiper sempre foi um animal muito agitado durante o treino e, na segunda (24), o instrutor notou que havia algo diferente. “O cachorro apresentou certa apatia e o condutor dele percebeu aquilo. Ele nos avisou que tínhamos que tomar alguma providência. Então levamos o Skiper ao veterinário, que informou que o cão precisava ser internado imediatamente”, contou ele em entrevista à Banda B.

De acordo com o tenente, o cachorro estava com as pupilas pálidas, o que parecia ser uma anemia, e hemorragia interna. “Na terça-feira, saiu o exame de sangue, que estava totalmente alterado. No dia seguinte, o Skiper morreu. Foi muito rápido, o sentimento de perda foi enorme, porque não tivemos nenhum preparo. Não foi como se ele tivesse adoecido aos poucos ou fosse mais velho… Ele só tinha dois anos”, completou.

A causa da morte ainda será apurada, mas a suspeita é de que ele foi vítima de um câncer. O Centro Veterinário da Polícia Militar e o Hospital Veterinário da Universidade Federal do Paraná (UFPR) devem concluir o laudo sobre o caso.

Despedida

O corpo de Skiper foi cremado em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, na sexta-feira (28). Para a última homenagem, os policiais decidiram levar a cachorra Haika, de três anos, para participar da pequena cerimônia. O tenente contou que os dois cães, da raça pastor belga Malinois, treinavam juntos e já tinham criado uma amizade.

“Eles sempre se viam. E a Haika, como já terminou o treinamento, é muito obediente e controlada. Ela estava junto com o seu condutor, quando, de repente, ficou de pé próximo do cestinho onde o Skiper estava e colocou a pata em cima. Nós fomos pegos totalmente de surpresa, não foi dado nenhum comando, nem nada, não é comum ela fazer isso”, relatou Hoiser.

Antes de entrar no crematório, a cachorra ainda consolou o instrutor de Skiper, que estava chorando muito no momento. “Ela ficou de pé perto dele, como se estivesse dando um abraço. É até difícil de acreditar para quem não tem animal de estimação, mas nós registramos tudo”, finalizou.

Algumas imagens do momento foram publicadas na página do Bope no Facebook.

Visualizações 149
Fonte: Banda B
Por: Redao
Data: 01/10/2018 22h47min


    

JG FreiosSampei Cozinha ChinesaNoemi LanchesProdutos AlcobaçaBrasilnet Hospital do Câncer de Londrina
CONTATO

contato@nossoclick.com
antonio.zaneti@gmail.com
(43)99920-1893
TV Na Rua / CornelioDigtal / BandDigital- 2007 - 2014