:Jr Barranquilla x Atlético-PR prometem jogo a 200km/h na decisão; veja destaques e estilos

Jr Barranquilla x Atlético-PR prometem jogo a 200km/h na decisão; veja destaques e estilos - Tv Na Rua


Jr Barranquilla x Atlético-PR prometem jogo a 200km/h na decisão; veja destaques e estilos

Atlético-PR mostra mais organização tática, mas Junior Barranquilla é perigoso pela velocidade e marcação alta; tendência é de dois jogos emocionantes e com gols

Junior Barranquilla e Atlético-PR prometem dois jogos intensos, em altíssima velocidade, a 200 km/h, na decisão da Copa Sul-Americana. Os times tem estilos semelhantes, mas estão em níveis diferentes e chegam à decisão com situações também diferentes. Porém, a tendência é de jogos emocionantes e com gols.

O Atlético-PR chega à final com um passo à frente. O time de Tiago Nunes mostra uma organização exemplar. Não é à toa que, logo no seu primeiro trabalho em um clube grande, Tiago já tem sido colocado (com justiça, vale destacar) entre os melhores treinadores do país.

Atlético-PR é mais organizado - graças a Tiago Nunes — Foto: GloboEsporte.com

Atlético-PR é mais organizado - graças a Tiago Nunes — Foto: GloboEsporte.com

O Atlético-PR deve ter Santos; Jonathan, Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Lucho González, Bruno Guimarães e Raphael Veiga; Marcelo, Nikão e Pablo. Lucho e Bruno fazem a proteção à zaga, mas também chegam na frente. Marcelo e Nikão trocam de lado para confundir a marcação. E o mais importante: o Furacão é muito compacto:

Coeso, Atlético-PR não dá espaço ao Fluminense — Foto: GloboEsporte.com

Coeso, Atlético-PR não dá espaço ao Fluminense — Foto: GloboEsporte.com

O Junior Barranquilla de Julio Comesaña também está na final com méritos - teve que superar clubes como Lanús, finalista da Libertadores em Lanús (vice da Libertadores de 2017) e Santa Fe (campeão da Sul-Americana de 2015). O time joga em um 4-2-3-1, mas sem tanta organização. O Junior deixa espaços nas laterais e não tem tanta coesão - os meias costumam ficar distantes dos volantes.

Rival do Atlético-PR, Junior Barranquilla não é tão organizado — Foto: GloboEsporte.com

Rival do Atlético-PR, Junior Barranquilla não é tão organizado — Foto: GloboEsporte.com

O Junior compensa essa "desorganização" com muita intensidade e muita velocidade. Em vários momentos, a equipe colombiana ataca com seis ou até sete jogadores. O Atlético-PR precisa ter atenção redobrada, principalmente nos minutos iniciais. Se conseguir segurar o Junior até os 15, 20 minutos, o Furacão dá um passo importante.

Junior Barranquilla ataca com seis ou até sete jogadores: todo cuidado é pouco — Foto: GloboEsporte.com

Junior Barranquilla ataca com seis ou até sete jogadores: todo cuidado é pouco — Foto: GloboEsporte.com

Atlético-PR e Junior Barranquilla têm outras armas para buscar o inédito título sul-americana. O Furacão deve apostar nos contra-ataques, principalmente no Estádio Metropolitano. Assim, o time de Tiago Nunes "matou" o jogo contra o Fluminense e garantiu a classificação. O Atlético-PR saiu praticamente no 3 contra 2, com Nikão, Bruno Guimarães e Marcelo contra Gum e Digão no lance do segundo gol.

Atlético-PR: contra-ataque pode ser uma arma fatal, principalmente no jogo de ida — Foto: GloboEsporte.com

Atlético-PR: contra-ataque pode ser uma arma fatal, principalmente no jogo de ida — Foto: GloboEsporte.com

O Junior também é perigoso nos contra-ataques. Mas, em casa, a equipe de Comesaña deve apostar principalmente na marcação sob pressão, já na saída de bola. Apesar de ter feito 2 a 0 no jogo de ida, o Junior Barranquilla adotou essa estratégia diante do Santa Fe. O time da capital não conseguiu jogar, e o Junior venceu o jogo de volta também - 1 a 0.

Junior Barranquilla: marcação na saída de bola deve ser uma das armas — Foto: GloboEsporte.com

Junior Barranquilla: marcação na saída de bola deve ser uma das armas — Foto: GloboEsporte.com

O jogo de ida da decisão está marcado para 22h45 desta quarta-feira, no Estádio Metropolitano. O Junior não terá quatro jogadores que eram titulares absolutos até as quartas de final: o lateral-esquerdo Fuentes e o atacante Téo Gutiérrez estão suspensos; o zagueiro Ditta (lesão no tornozelo) e o volante Pico (lesão no braço) estão machucados. Isso pode ajudar, mas está longe de tornar o Atlético-PR favorito.

O Atlético-PR conta com força máxima - só Bruno Nazário e Guilherme estão fora. Minha impressão é que quando um jornalista diz que o jogo promete muitos gols, ele sempre termina 0 a 0. Mas, dessa vez, apostaria em dois jogos intensos, com muitos gols. De qualquer forma, quem conquistar o título será o campeão com justiça. Que tenhamos dois jogos à altura da campanha das duas equipes.

Visualizações 246
Fonte: Globo Esporte
Por: Redação
Data: 05/12/2018 13h33min

JG FreiosSampei Cozinha ChinesaNoemi LanchesProdutos AlcobaçaBrasilnet Hospital do Câncer de Londrina
CONTATO

contato@nossoclick.com
antonio.zaneti@gmail.com
(43)99920-1893
TV Na Rua / CornelioDigtal / BandDigital- 2007 - 2014